Iniciamos o dia, Si Fu tinha atendimento e pediu que fossemos para Main Street praticar e elaborar uma aula do Programa Fundamental que muito bem aplicada pelo Lucas.






Chegando em casa, o grupo (com exceções) cometeu uma série de falhas "fatais" relacionado com um importante evento marcado, inaceitáveis para membros de nossa família e praticantes de Kung Fu. Isso somando alguns comportamentos inadequados, levou nosso Si Fu fazer uma sessão de apontamentos contundentes ajudando-nos para um reposicionamento perante um melhor viver. A parte do momento solene que nos aguardava, considero que esse foi um momento dos mais importantes dessa imersão.


Retomamos a preparação do Evento Solene, um grupo foi ao local alugado com fundamental presteza de Elaine (esposa do Marcos Davi), para orientarmos a arrumação das mesas e vermos os detalhes necessários para mais tarde.


Si Fu é realmente impressionante, além de todo envolvimento com tudo que estava ocorrendo, quando viu aquela TV na parede e já iniciou a preparação de uma apresentação para a noite, sem falar na qualidade da entrega!


Chegamos mais cedo para as arrumações finais do local e preparação do sistema de som e da apresentação.



Tinha uma certa tensão no ar, uma preocupação com o horário, ao mesmo tempo estávamos certos de que a programação seria toda realizada como nossas sequencias que gostamos de praticar.

Seria uma noite com várias primeiras vezes:

  • 1o Baai Si em solo americano de Marcos Davi.
  • 1a Cerimônia de passagem de nível em solo americano de Alex Rangel para o Cham Kiu.
  • 1o Evento Solene de Nomeação, Investidura e Fundação das novas famílias do Clã:
    • Moy Key Yeuk  | 梅 騎 鑰     | Cristino Goldman
    • Moy Chi Yau Si | 梅 知 友 士 | Thiago Silva
    • Moy Kat Jo        | 梅 吉 祖      | Claudio Teixeira
    • Moy Shan Si      | 梅 山 士      | Carlos Antunes
    • Moy Lei Ya        | 梅 利 溢      | Pedro Correa
Se viesse nessa imersão apenas para prestigiar esse momento já estaria satisfeito. Realmente foi um evento muito emocionante para todos, Si Fu e Si Mo estavam radiantes. Certamente a compreensão deles para o que estava ocorrendo é bem maior que a nossa. Teremos então uma carreira pela frente para ter a plenitude daquilo que está acontecendo nesta noite.

Si Fu ainda tinha reservado uma outra 1a vez para essa noite, pela ausência do proficiente mestre de cerimônias da família, meu querido Si Hing Rodrigo Moreira. Si Fu convoca os 2 mais introvertidos e tímidos da comitiva para cumprir com esse papel nesta noite. Até um dia antes, achei que seria o Si Hing Nikklas e eu ficaria nos bastidores, então ele atualiza e inverte as funções com o Nikklas iria ao podium para anunciar minha cerimônia. 

Como disse, tinha uma tensão no ar, mas eu estava com aquele embrulho no estomago que os introvertidos que gostam da solitude conhecem bem. Conversar em família e com amigos - ok ainda que pouco - mas quando temos convidados e "pior" sendo gravado para posteridade 😖! Não sei se quero ver para não estragar minhas deliciosas memórias afetivas.

Ainda assim, tinha uma certa firmeza no que estaria por fazer: tínhamos um roteiro a seguir - uma apresentação perfeita - mas principalmente quando em dúvida, confiar na confiança de Si Fu em nós e abraçar o dispositivo Kung Fu que ele lançou. Sabendo que ele está ali, se desequilibrarmos ele tomara a decisão mais adequada para nos ajustar ou ajustar o cenário que bagunçamos ou até mesmo nos deixar cair por considerar que nos será mais proveitoso. Lembrei que ele sempre nos diz: 
  • Não vire vítima dos rótulos que criou pra si!
Abracei a missão (ano que vem se tiver outra cerimônia vou propor uma TV grande em pé atras do podium e colocar o Rodrigo ao vivo 😎).

Tinha ainda uma outra 1a vez que alguns "cupidos Kung Fu" estavam na torcida, aumentando meu constrangimento social😁, infelizmente eles não veriam o andamento da noite como gostariam 😏. Sou o oposto de um Don Juan.

Voltando à Cerimônia ... o momento com décadas de espera por Marcos Davi.




Seja muito bem-vindo à família, Moy Dak Bei. Saber que conviveremos até o fim me traz um sorriso ao rosto. Como diz nosso Si Fu: "Sigamos Juntos!"

Em seu discurso, já revela uma característica muito sintonizada com nosso Clã. Esse momento não era dele, mas da família:

Esposa e filha de Marcos emocionadas com a honraria.
  

Depois desse momento, Si Hing Nikklas vem ao podium para uma breve explicação sobre a cerimônia de passagem de nível e assim me convocando juntamente com meu orientador Si Hing Claudio.





Pelo horário, Si Fu me liberou de apresentar o Siu Nim Tau. Interessante que esse seria meu único momento de total conforto, não teria a possibilidade de uma execução falha da sequência, achei isso interessante. Efetivamente sentia a apropriação do SNT, agora resta acolher o Cham Kiu e entender como ele conversará com o SNT. A liberação me indicou para ser mais direto no andamento da cerimônia para remirmos o tempo. O que foi providencial, pois aquele embrulho no estomago estava diminuindo, mas as emoções sequentes estavam travando minha garganta. Tinha pensado numa breve apresentação para os nomeados, mas expressei apenas uma pequena frase, pois não iria conseguir e assim ganhei tempo.

Os Nomeados da Noite: 

Moy Key Yeuk    |   梅 騎 鑰   |   Cristino Goldman

Si Hing Cris, seria dentre a comitiva aquele que menos tive contato durante esses anos, mas foi impressionante sua habilidade em aderir e em poucas horas de convívio a irmandade já estava selada. O Marcos Davi então parecia ser seu real irmão mais novo trocando gracejos e anedotas com seu irmão mais velho. O comprometimento e seriedade em levar adiante o legado que recebeu é complementado com muito bom humor e acolhimento do outro. Interessante com percebo isso claramente ao praticar com ele, um Professor.




Moy Chi Yau Si   |   梅 知 友 士   |   Thiago Silva

Si Hing Silva é um daqueles grandes irmãos na família, sua sutil mobilização eleva nosso "sarrafo". Como sempre brinca o também nomeado Si Hing Claudio: "quando crescer quero ser como o Silva!" Claro que sabemos que esse não é nosso labor no Kung Fu, seremos nós mesmos melhores, mas essa não deixa de ser uma forma de admirar e elogiar as incríveis valências desse querido por todos. 

Talvez seja o meu Kung Fu ainda pouco amadurecido, com o tempo certamente minha percepção e capacidade de descrição evoluirá. Praticando com meus irmãos mais velhos percebo que existem assinaturas na forma que entregam energia. Com Si Hing Silva é como se não houvesse uma assinatura, como se você estivesse caindo sem parar dentro de um vórtex, fico atento ao     que estou estudando e ao mesmo tempo tentando entender ... o que é isso? quem é ele? o que está acontecendo?




Moy Kat Jo  |   梅 吉 祖   | Claudio Teixeira

Si Hing Claudio, em nosso clã, me será sempre especial. Comentei com Mayara, sua companheira, fazendo um trocadilho com uma expressão dos jovens: "Ele é meu BHF - Best Si Hing Forever! 😎". Sua apresentação do programa fundamental sem "sinosismos" me cativou, dos conceitos, a paciência em responder minhas perguntas e expressou uma de suas qualidades: sua lealdade ao Si Fu. Durante todo esse tempo, ele sempre apontava para seu Si Fu, sempre dizia que ali ele estava tendo a responsabilidade de representar o Kung Fu do seu Si Fu. Ele foi meu tutor em todos os passos, claro que outros Si Hing também estiveram presentes como Guilherme, Rodrigo, Silva, Pereira, mas o Claudio era constante. Como tempo nossa relação foi ganhando uma camada de amizade, o que é sensacional sendo pessoas muito diferentes desde temperamentos, preferências, visões de mundo ou hábitos e nada disso interfere ou seque é lembrado na relação que estamos construindo.

Praticar com o Si Hing Claudio é sempre uma surpresa. Dependendo do dia ou do momento dentro do dia, o braço expressa um Claudio diferente. Parece que existem alguns Claudios - uma para cada papel adequado ao momento - e lá atras quase escondido está o Claudio. Poucas foram as vezes, que vi esse interno vindo pra fora e é sempre espantoso, o Si Hing Patrick que o diga!




Moy Shan Si     |    梅 山 士    |    Carlos Antunes

😁 ... é assim que qualquer um no Clã responde ao ouvir o nome: Antunes! Quando ele deixar a Terra será preciso 1 esquife para seu corpo e 1 truck daquelas carretas enormes para colocar seu coração! Se estivéssemos na F1, certamente todos nos outros tomaríamos voltas e voltas na pista, secaríamos o estoque de combustível e ele continuaria correndo várias voltas. Incrível como dá sempre 100% do que tem e está sempre a disposição para se colocar em apoio do que for necessário. Não à toa, os mais novos aderem ao coro: "nosso herói Kung Fu, não usa capa e ainda faz crossfit!" 

Praticar com ele é sensacional. Quando ele quer testar sua estrutura e conecta contigo, parece que estamos combatendo com o chão. Lembro daqueles desenhos de Dragon Ball onde o nível de energia no visor não para de crescer e parece não ter limitações, mas em nosso caso o visor são nossos braços olhando esse gigante a frente.





Moy Lei Ya   |   梅 利 溢   |   Pedro Correa

Si Hing Pedro, assim como o Cris, teve pouco contato comigo nesses poucos anos que estou no Clã. Lembro que a 1a vez que pratiquei com ele num evento no O2, estava ainda com dificuldade nos movimentos e com diferentes expressões KF, seria uma das minhas primeiras vezes com um grande grupo e a 1a experiência com Si Fu. Comentei exatamente minhas dificuldades e como tinha ficado tudo fácil com ele (apontando pro Pedro), tinha conseguido perceber a conexão. Si Fu comentou "brincando" que se eu quisesse iniciar um processo psicoterapêutico que eu tinha encontrado a pessoa certa.

Ele guarda um olhar de menino, quase consigo imaginá-lo com o mesmo olhar ainda guri. Agora, quando ele acorda para a batalha: falando, escrevendo ou praticando, vemos o grande homem que está sendo forjado. Sua eloquência, a organização de seu pensamento são muito bem elaboradas e sua escrita tem uma beleza para admirar. Seus braços gentis muito ensinam, nessa imersão estava com muita dificuldade com uma prática, ele parou sagazmente a minha frente e na parece que ele tirou toda a energia deixando no mínimo e na sutiliza percebi a conexão. Ele é meu camarada muito bacana!




Concluída as honrarias, Si Fu tinha me pedido para ter um discurso de encerramento na manga para antes de passar as palavras finais para ele e Si Mo que poderiam exercê-las ou não. 

Sintetizando, lembrei que o símbolo de nossa família é formado por pétalas que se apoiam e coloquei-me como porta voz de dezenas e dezenas de Si Dai dos nomeados que foram diretamente seus tutelados que certamente estaremos não apenas acompanhando, mas apoiando a inauguração, crescimento e consolidação das futuras famílias de nosso clã. 

Si Fu e Si Mo, emocionados, finalizam a cerimônia.



Gostaria de colocar em evidência a fundamental participação do Nikklas, Lucas, Mayara e Marcos Davi em suas atribuições durante a cerimônia. Sem eles, tudo poderia ficar mais trabalhoso, mas certamente ficaria mais pobre. Muito obrigado irmãos!

Si Je Jade e Luísa nos prestigiaram e iluminaram a noite com seus sorrisos.


Fomos honrados com a presença de amigos de Si Fu e Si Mo: 
  • Thiago e Valéria, com suas filhas Laura e Luíza 
  • Eliane com seu filho Mark


Nos despedimos e terminamos o evento em casa, algo incomum, pois no Rio quando termina um evento todos voltam para suas próprias casas.









Sei que essa postagem foi longa, talvez seja a mais longa que farei nos diários, mas considerei que foi um dia que merecia ser relatado com riqueza de detalhes. Todo o dia foi uma intensa experiência Kung Fu, certamente em nosso pós-evento teremos uma série de apontamentos para serem ajustados. 

Existem 2 possibilidades, para esse mestre de cerimônia de 1a viagem:
  • Si Fu vai desistir de passar raiva comigo e passará "o bastão" para outro introvertido e num rodízio dentro da família, volto em alguns anos 😎.
  • Si Fu vai continuar me colocando para enfrentar o microfone até apresentar um mínimo de desenvoltura 😰. 
Acho melhor começar a procurar um curso de oratória😏. 

Finalizando, este dia foi feito e não uma tentativa.

--
Alexander Rangel
梅 林 祖
Moy Lam Jo